Contra é uma série clássica dos games, principalmente nos consoles da Nintendo com o Contra, Super C e Contra 3: Alien Wars, apesar de que Contra nunca foi realmente uma franquia exclusiva da Nintendo. Após uma primorosa fase nos 8 e 16 bits, a transição para o 3D não foi um das melhores.

A série sofreu bastante nos anos seguintes, suas primeiras aventuras 3D foram o Contra: Legacy of War e C: The Contra Adventure, ambos lançados para o PlayStation e desenvolvidos pela  Appaloosa Interactive.

O Contra Spirits 64 (CS64) era um game que estava sendo desenvolvido pela própria Konami, ele foi pela primeira vez mencionado em uma entrevista na Nintendo Official Magazine Nº 55, pelo então presidente da Konami Oasaka, Kuniaki Kinoshita (outros games feitos pela Konami Osaka estão Hybrid Heaven, Rakugakids e os dois Goemon do N64).

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Lost in Translation 4: O Retorno



Depois de muito tempo, estamos de volta com mais um Lost in Translation, a série onde comparamos a diferenças entre as "Cover art" dos games, do que foi lançado no Estados Unidos e no Japão.

Para ler as postagens anteriores dessa série é só clicar abaixo:
Parte 1
Parte 2
Parte 3


Perdido no meio da pequena biblioteca de jogos do 64DD, F-Zero X Expansion Kit nunca saiu do japão oficialmente. Como seu nome sugere, ele expande a experiência original do F-Zero X, necessitando do jogo original (em cartucho) para poder funcionar, não sendo, assim, possível utilizá-lo independentemente.
Já temos uma descrição do game aqui no Nintendo 64 Brasil, mas desta vez vou passar por cada item detalhadamente, então se você não está afim de ler hoje, pode ver a versão resumida aqui ou ver o vídeo no final desta postagem.
Também vou frisar logo no início que exite uma modificação da rom do jogo em que os dados do disco de 64DD e cartucho de F-Zero X estão unificados em formato de cartucho, inclusive traduzida para o inglês, sendo assim rodar o kit de expansão em um emulador e até mesmo em um N64 real com o uso de flashcards.

Ao iniciar o jogo com a expansão é possível notar, logo no menu principal, que temos dois novos modos de jogo de cara, o Course Edit (editor de pistas) e o Create Machine (criador de naves). Tanto as pistas quanto as naves criadas podem ser utilizadas em jogo. Você pode criar uma copa personalizada com suas pistas e atribuir as naves a qualquer personagem.

Menu original
Menu com o kit de expansão


COURSE EDIT

No Course Edit temos um grande arsenal de ferramentas para criar a pista do jeito que pudermos imaginar. É possível utilizar todos os elementos que compõem ou podem compor uma pista em jogo original, com exceção das figuras 2D que podem vistas no horizonte em uma pista do jogo normal, o que não faz diferença alguma no design físico ou "funcionalidades" da sua pista.
Inicialmente, para criar a pista, precisamos colocar pontos na área vazia para definir o seu formato, sendo o mínimo quatro pontos. Feito isso,  já podemos editar a pista com todos os recursos. 
Como personalização, temos a opção de trocar o tema, que seria o "planeta em que a pista se encontra (fazendo isso os elementos como prédios, placas, cor da pista, etc. também mudam); trocar o céu, sendo possível escolher entre 8 opções; e trocar a música de fundo, o que inclui, além de todas as músicas já existentes (algumas remixadas), novos temas não presentes no jogo original.
Como "funcionalidades" da pista, podemos usar qualquer tipo de pista da game, como túneis, cilindros, pipes (canos), halfpipes, criar espaços vazios e até uma ferramenta que gera loops automaticamente. A pista pode ser manipulada de todas as formas. É possível mudar os pontos de lugar, elevá-los ou descê-los, incliná-los, adicionar mais pontos durante a edição, etc. 
Tudo isso é muito bom, mas uma pista de F-Zero sem nenhuma interação é uma pista sem vida. É possível adicionar vários elementos que interagem, para o bem ou para o mal, com o corredor. Então podemos echer a pista com boosts (setas amarelas que aumentam a sua velocidade), pits (área rosa que recupera energia), armadilhas, gelo para escorregar os oponentes (ou você mesmo) para fora da pista ou terra para reduzir a velocidade para citar alguns. Também é possível adicionar estruturas como prédios ou pedras próximos à pista, portais e placas móveis e imóveis.
É possível "testar" sua criação a qualquer momento. Então, se você ajustou algo e quer ver se vai funcionar, pode pular para o modo de corrida instantaneamente, e já estará dentro da sua pista para avaliar tudo que você fez até aquele ponto.
O mais  divertido é soltar a imaginação pra criar o que você quiser, pois o editor te proporciona fazer o que você quiser, tudo mesmo, desde que você queira dedicar o tempo necessário para criar.
No final, você é o limite das possibilidades da sua pista

CREATE MACHINE
No Create Machine temos algumas opções para a criação de naves, que podem ser atribuídas a qualquer personagem. Ao contrário do Course Edit, aqui temos menos opções de partes para as naves, sendo apenas 7 para cada área da nave, sendo que uma é vazia, para deixar a nave sem asa. Alterando as partes o peso da nave muda junto, conforme a peça escolhida.
É possível adicionar emblemas nas naves, mas existem apenas 8 opções, sendo o logo do N64 o mais interessante de todos. 
Podemos, é claro, escolher as cores da nave. Não temos um editor RGB, mas sim cores pré-definidas que não satisfazem todas as necessidades.
Por último podemos editar as características da nave como body, boost e grip. Ao aumentar uma configuração as outras são prejudicadas, assim não é possível criar uma nave top AAA.
















Além de poder editar, a expansão inclui 3 super naves para personagens específicos do jogo. A Super Falcon para o Capitão Falcon, a Super Stingray para Samurai Goroh e a Super Cat para Jody Summer.
Ao usar uma super nave o personagem também tem sua ilustração alterada.

Super Falcon e o Super Capitão Falcon

NOVAS COPAS
Por último e, definitivamente, não menos importante, temos duas novas copas não presentes no jogo original, A DD-1 e a DD-2. Ambas tem um nível de dificuldade maior do que as outras e contam com pistas que usam as novas músicas que vêm na expansão. Só de ter novas pistas, desenhadas pelos autores originais do game já um super motivo para se jogar a expansão. Gravei vídeos dessas copas, que podem ser vistos em nosso canal do youtube.

As copas extras são demais
Isso resume todo o kit de expansão. Vale muito a pena jogá-lo se você é um fã de F-Zero, pois literalmente expande a experiência do jogo e o completa.

Veja o vídeo abaixo para ter ideia de como é tudo isso na prática.

(Essa é uma nova série aqui do blog, onde eu investigo um pouco sobre os projetos cancelados do N64, procurando todos os detalhes possíveis sobre e desvendando o motivo do cancelamento)


O N64 é conhecido por ter uma ótima biblioteca de FPS, dentre eles o consagrado 007 Goldeneye, além da clássica quadrilogia do Turok. Outro fator que fazia o videogame se destacar nesse aspecto é a possibilidade de jogar com 4 pessoas ao mesmo tempo sem precisar de acessórios (como o multitap).

Tudo isso fez que os games multiplayer do N64 como Mario Kart, Super Smash bros e 007 Goldeneye ficassem no topo dentre os melhores do gênero. Outros games também merecem uma menção como o Turok Rage Wars, um game que foi feito, especialmente, desenvolvido baseado no multiplayer (não preciso dizer que é multiplayer local, né?).

Agora, se eu disser que já houve a ideia de fazer um game no mesmo moldes do Rage Wars, porém em 1997, dois anos antes? É disso que falaremos hoje.

sexta-feira, 11 de novembro de 2016

Analise: Chameleon Twist


(Finalmente, depois de meses fazendo parte do N64 Brasil, essa é a primeira análise que faço de um game aqui, espero que gostem)

Ficha técnica
Título: Chameleon Twist
Desenvolvedora: Japan System Supply
Distribuidora: Sunsoft
Ano: 1997
Gênero: Plataforma
Número de jogadores: 1-4
Método de salvamento: 4Kbit EEPROM
Compatível com Rumble Pak

Chameleon Twist é um game de plataforma com uma ideia bem interessante e será que vale a pena? Principalmente em um videogame onde Super Mario 64 e Banjo-Kazooie são games consagrados! Confira agora na analise.

segunda-feira, 7 de novembro de 2016

Sua Coleção: José Vieira Júnior


Trazendo de volta "Sua Coleção", dessa vez temos a coleção bem legal do José Vieira Júnior (Nova Santa Rita - RS), vejam:

(Clique na imagem para ampliar)

Pela minhas contas, são 105 cartuchos (e muitos bons alías).


Além disso, ele tem um 64 completasso, com o isopor, além de ter 4 Controller Pak's, Expansion Pak, Rumble Pak (sendo também completo, com caixa) e um Pokémon Stadium completo (incluindo o Transfer Pak) e um cartucho do Pokémon Gold.

Os jogos favoritos dele do N64 são:
  • Super Mario 64
  • Mario Kart 64
  • Star Fox 64
  • Killer Instinct
  • Resident Evil 2
Gostaram dessa coleção? Comentem aqui embaixo.

Caso queira ter a sua coleção mostrada aqui também, é só entrar em contato no email: n64brasil@yahoo.com

Nos acompanhe nas nossas outras páginas do YouTube e Facebook.

© 2009-2016 N64 Brasil | Template: Yanku-template