Mas o que é isso? Você deve está se perguntando...

Bem, é um ROM hack bem interessante com um objetivo bem especifico, hoje vamos analisar essa ROM curiosa (não lembro de uma análise desse tipo aqui no blog).

Só para a elite


Super Smash bros foi criado com o objetivo de ser um jogo de luta fácil de aprender e que todos pudessem se divertir, isso não impediu que uma comunidade de jogadores profissionais nascesse e com ela, o jogo fosse usado para torneios.


Com o passar do tempo cada vez mais é encontrado e relevado protótipos e games que nunca foram lançado ou revelado anteriormente para o público. A algum tempo atrás foi encontrado uma versão do N64 DD americano, mostrando que a Nintendo of America (NoA) tinha planos de lançar o acessório nos EUA, entretanto, por causa das baixas vendas do acessórios no Japão e da demora de lançar o mesmo, a NoA cancelou.


Agora foi descoberto que a Nintendo estava trabalhando em um Add-on para o N64 que o permitia acessar a internet.

sexta-feira, 25 de maio de 2018

50%

Não precisa entender ainda. Apenas saiba que estamos fazendo algo e esse algo já está em 50%. Mais informações em breve.


Título: Super Smash Bros/Nintendo All-Star Dairanto Smash Bros
Desenvolvedora: HAL Laboratory
Distribuidora: Nintendo
Ano: 1999
Gênero: Fighting
Número de jogadores: 1-4
Método de salvamento: 256Kbit SRAM (Bateria)
Compatível com Rumble Pak


Já existe um review desse jogo aqui no blog, entretanto eu prefiro escrever um novo, dando as minhas opiniões e ponto de vista e tentar analisá-lo mais detalhadamente (acredito que eu tenho algo a acrescentar nesse aspecto).

No próximo mês, na E3, a Nintendo deverá revelar mais detalhes sobre o novo Smash (que talvez seja um port da versão do Wii U com alguns ajustes e melhorias), além de realizar um torneio com alguns dos jogadores profissionais de Melee e Smash 4. Com isso, vamos revisitar o jogo que começou tudo a quase 20 anos atrás e ver como ele é.

O nascimento de uma franquia

Todos devem conhecer a história do Super Smash Bros, Sakurai (criador do Kirby) teve a ideia de criar um jogo de luta para iniciantes, pois ele achava que os jogos de lutas estavam ficando cada vez mais difíceis para os jogadores, foi a partir disso que ele começou a trabalhar em um jogo de luta e que eventualmente decidiu usar os personagens da Nintendo para dar um diferencial ao jogo.

Apesar de na sua essência, SSB64 ser um jogo para iniciantes, ele tem muita profundidade nos seus controles, algo que abordarei também nesse texto.

Logo ao ligar no jogo somos apresentados por uma abertura sensacional mostrando a premissa (ou deixando a entender) que os personagens são brinquedos que ganham vida, a abertura do jogo é sensacional (algo que todos os outros smash fizeram), não existe nada mais excitante do que ver essa abertura (talvez exista...).

(Intro do jogo)

O jogo em si é bem simples, existe o modo de single player onde o jogador pode jogar a campainha que consiste em derrotar todos os personagens até chegar no Master Hand, treinamento, Break the targets, nesse sentido o SSB64 é o jogo mais simples da franquia oferecendo pouco replay nesse sentido, entretanto poucos jogos de lutas ofereciam modos diferentes (somente o single, multi e treinamento), então mesmo para a época SSB64 está à frente do seu tempo (algo que o próprio Sakurai disse é que ele não considera SSB64 como um jogo de luta, de maneira não o limite na hora que criar os outros modos do jogo).

O principal modo aqui é o Multiplayer, com o objetivo de ter um jogo de luta para 4 jogadores, SSB64 se saiu mais do que bem, com 8 estágios disponíveis (1 escondido), oferece diversas opções de partidas, o que ajuda a tornar as partidas mais interessantes são os itens, que são baseados em diversos itens de jogos da Nintendo, eles tornam as partidas únicas e imprevisíveis, tanto que é possível habilitar um modo no multiplayer de personalizar os itens que vão aparecer e a frequência do mesmo, ou não ter itens.

No Multiplayer é possível jogar por tempo, stock e team battles, novamente mostrando o quão versátil o SSB64 é!

Junto tudo isso que acabei de citar e percebam que teremos a formula de um excelente multiplayer, sendo que cada partida será única e imprevisível, podendo ser algo totalmente caótico e confuso (no bom sentido).

As estrelas do jogo


O jogo consta com um elenco de 8 personagens e mais 4 desbloqueáveis: Mario, Donkey Kong, Link, Samus Aran, Yoshi, Kirby, Fox, Pikachu e os escondidos são Luigi, Captain Falcon, Ness e JigglyPuff.

Sakurai teve a ideia certa em usar os personagens da Nintendo, contudo a sua maior conquista foi trazer a personalidade deles em seus golpes, algo bem feito aqui! Cada personagem traz movimentos inspirados em algo de seus jogos de origem, como fogo do Mario, Spin Attack do Link e os Mísseis da Samus. Mesmo personagens como Captain Falcon e Fox que são de jogos cujo eles estão em veículos, Sakurai foi capaz de criar golpes únicos e característicos para cada um, como o Falcon Punch do Falcon e a arma de laser do Fox.


(um dos golpes mais icônicos do jogo)

Cada personagem tem o seu atributo, pontos fortes e fraquezas. Donkey Kong tem golpes fortes mas é lento, Luigi pula alto e tem pouca tração, JigglyPuff é leve porém tem ótima mobilidade aérea. Com certeza será possível encontrar o seu personagem favorito rápido e criar o seu próprio estilo de batalha.

Os controles: fácil de aprender difícil de dominar

A ideia central do jogo é jogar o seu adversário fora da arena, quanto mais dano você causar nele mais fácil será arremessá-lo, fazendo um comparativo seria como um jogo de sumo onde é possível bater no seu inimigo. Os itens também ajudam nessa tarefa, tanto para criar obstáculos quanto para aumentar a porcentagem dele.

Como citei, o objetivo do Smash é ser um jogo de controles fáceis, e ele cumpre bem o seu papel, existe até no jogo uma demo que mostra como são os comandos básicos.

(Demo do jogo)

Outro objetivo do Sakurai era fazer que o jogo usasse o analógico do N64, como se pode notar SSB64 usa exclusivamente para a movimentação e realizar os ataques, em um primeiro momento você pode até pensar que talvez fosse melhor usar o D-Pad para jogar Smash (algo que é possível que esse mod, leia aqui para mais informações).

Entretanto Smash é um dos jogos cujo tem várias técnicas avançadas de baixo da superfície, como o Z-canceling, Tilt Attacks, Edge hogging, Edgeguarding e por ai vai, várias dessas técnicas usam a precisão do analógico algo que não é possível replicar em um D-Pad, a precisão pode ser tanta que para fazer um pulo pequeno é necessário apertar e soltar o botão "C" por 3 frames. Todas essas técnicas são usadas por jogadores profissionais de Smash, eu deixarei aqui embaixo um exemplo de partida:

(Um exemplo de partida)

Outra coisa muito importante no SSB64 e que deve ter dado um trabalho imenso é que o jogo roda a 60fps (na maioria das vezes), na verdade todos os jogos da franquia operam a 60fps, algo que ajuda bastante e que dar maior dinamismo ao jogo. Para quem se lembra do meu texto sobre cartucho vs CD (click aqui para ler), se lembrará que lá falei que polígonos são cálculos matemáticos e eles consomem processo da CPU/GPU, todas as arenas do SSB64 tem menos de 200 polígonos, o que ajudou bastante a consegui esse framerate no jogo.

Outros detalhes que fazem a diferença

As músicas do SSB64 são tiradas de jogos de cada personagem, muitas vezes remixes das mesmas, algo que ficou muito bom e que dar mais personalidade ao jogo como um todo.

É possível ver informações dos personagens enquanto passa o modelo 3D ao lado fazendo diversas ações, algo simples porém igualmente legal, esse conceito foi expandido nos jogos seguintes com os Trophies (troféus).

Também há no jogo uma tabela que mostra os resultados das batalhas e quanta vezes um personagem já derrotou o outro.

Valeu a pena


Por mais que Super Smash Bros seja o jogo mais simples da franquia, quando comparado com outros jogos de luta da mesma época SSB64 é um uma obra cheia de conteúdo, um jogo que se encaixa perfeitamente na filosofia do N64 de ser um 'Party Game', além disso, por trás da simplicidade do jogo é possível encontrar um jogo cheio de complexidade. Os modos single players são legais todavia oferecem pouco replay contudo não são o foco principal da série. Com certeza esse foi um dos melhores trabalhos que o Sakurai fez em sua carreira e um dos melhores jogos do N64!
---

O que acham do Super Smahs Bros? Já o jogaram?

E o multiplayer dele? Já jogou ele com 4 amigos?

Deixem o seus comentários e até a próxima.

Siga-nos em nossas outras redes sociais:
https://pt-br.facebook.com/n64brasil/https://goo.gl/rqRuvKhttps://www.instagram.com/n64brasil/

O Super Mario 64: Last Impact é um ROM Hack baseado no Super Mario 64 que tem como objetivo expandir o jogo e trazer novos elementos, inimigos e power ups para o jogo. Esse jogo foi criado pelo Kaze Emanuar, que já criou vários outros ROM Hack do Mario 64.

Recentemente foi lançado a versão 1.2 do jogo, veja o trailer abaixo para conferir.


Para jogar esse Hack é necessário usar o Project 64 (versão 1.6 é recomendada), e para baixar clique no botão abaixo.

https://mega.nz/#!1xlGzK6L!dBe_585M2TMh7htZZi1zHlj7GG8jUmdk8OnZ6GpNajA

Na sexta passada nós fizemos um gameplay inicial do jogo, que você pode conferir aqui embaixo:


O que acharam desse hack?

Ficou bom?

Siga-nos em nossas outras redes sociais:
https://pt-br.facebook.com/n64brasil/https://goo.gl/rqRuvKhttps://www.instagram.com/n64brasil/

© 2009-2016 N64 Brasil | Template: Yanku-template