quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Review: Cruis’n USA

Posted by | janeiro 25, 2012


Quem viveu os anos 1990, deve se lembrar de andar pelos Arcades da vida e ver uma máquina com assentos, volantes, câmbios, aceleradores e freios. Era perfeito um game de corrida que se parecesse como dirigir um carro de verdade. Cruis’n USA marcou a infância de muitos de nós. Devido à sua dificuldade, era difícil passar até da primeira fase. E tê-lo em casa, mesmo sem os volantes e aceleradores já era algo grande. É aí que entra o Nintendo 64. Fez essa experiência possível e possibilitou que muitos vissem o final do game.




Prontos para cruzar os Estados Unidos? Como o nome sugere, isso é o que fazemos no game, cruzamos os EUA. Começamos em São Francisco na costa Oeste e nosso objetivo é chegar a Washington DC na costa Leste.
As regras são simples: Chegar em primeiro lugar até a próxima cidade ou estrada (se estiver cruzando a cidade) para poder avançar para a etapa seguinte. Dessa forma vamos enfrentando desafios cada vez maiores e passamos por vários pontos turísticos Norte-Americanos.
A jogabilidade é simples e sem segredos… Aceleramos para ir em frente e freiamos para reduzir a velocidade. Sem nitro e sem nenhum truque para correr mais. O jogo é bem linear, você até tem a sensação de estar jogando um Top Gear no SNES, porém em três dimensões. O game também não possui atalhos (pelo menos não que pude encontrar), não se completam voltas e não tem como voltar para trás. E acreditem em mim… É divertido.

Realismo? Pra quê? Apesar de à primeira vista (vendo o Arcade) parecer um verdadeiro simulador de corrida, Cruis’n USA é o oposto dessa ideia. Começando pelos gráficos, que não são surreais, mas também não se pode dizer que são realistas. Depois temos os danos… Bem, não temos danos… Ao bater de frente com um caminhão a mais de 200 Km/h, seu carro e o caminhão dão uns giros no ar e caem em pé, e o melhor, na direção correta e pronto pra outra. Outras coisas acontecem como rodopios quando se bate em algo, ônibus escolares andando a centenas de quilômetros por hora… Mas isso tudo faz com que o jogo fique ainda mais interessante e divertido.


Falando em diversão, o som é outro fator que contribui bastante. As músicas são ótimas e os efeitos sonoros ganham um ponto extra, um só não… Dez… Desde o ronco dos carros até os gritos que dão quando algum carro passa raspando ou bate em você. Tudo simplesmente genial.
C’nUSA é um típico Arcade, feito para se terminar em meia hora, mas é como Street Fighter ou Mortal Kombat, nunca nos cansamos de zerar. Até porque, cada vez que terminamos o jogo, podemos destravar algum veículo novo e mais rápido, para que possamos aumentar o nível e liberar outros carros mais rápidos.

Bom, E daí? E daí que é sensacional. Simples e direto, não mais que isso. Cruis’n USA não te desaponta mesmo. E se não gosta de viajar sozinho, você pode chamar um amigo pra cruzar os EUA com você.
Se você era fã da versão Arcade, não fique com receio: A versão de N64 é a cópia fiel da original. Gráficos e sons quase idênticos (claro que foram feitas algumas adequações para o game rodar no N64). Até porquê, um cartuchinho deve ser muito mais barato que uma máquina daquele tamanho, e ocupa bem menos espaço também.

Por hoje é só cambada, espero que tenham gostado. Aí embaixo tem um pouquinho mais do game para vocês darem uma conferida. Até a próxima.


Compartilhar este artigo
Google ( 14 )

Comentários ( 14 )

  1. TON. escreveu:
    25 de janeiro de 2012 07:22
     

    Joguei demais esse jogo. Show de bola.

  2. Alexandre xlr escreveu:
    25 de janeiro de 2012 08:33
     

    Grande clássico... uma coisa que gosto muito desse jogo são as músicas e vc pode troca-las durante o jogo sem precisar pausar.

  3. Alan Borges escreveu:
    25 de janeiro de 2012 23:45
     

    Muito legal o jogo, cara! O mais bacana é a sensação de velocidade!

  4. Anônimo escreveu:
    26 de janeiro de 2012 20:44
     

    Fora as gostosas de biquini ni final das corridas comemorando...heuhue
    Este jogo é espetacular...

  5. Codemaster Shock escreveu:
    27 de janeiro de 2012 23:37
     
    Este comentário foi removido pelo autor.
  6. Codemaster Shock escreveu:
    27 de janeiro de 2012 23:43
     

    Cruis n' USA é um jogo mediano, com um "nome" desses poderia ser bem melhor. Primeiramente, jogadores do arcade, não fiquem esperando milagres gráficos, todos sabem que na época arcades eram mais poderosos graficamente do que consoles, da mesma maneira que um PC hoje é mais poderoso do que um console.

    O jogo em si não é muito difícil, porém, há algo que dificulta muito: a queda de framerate, que é uma das piores que já vi em toda a minha vida. Ela é tão intensa e brusca que chega a atrapalhar o jogador. Em stages como San Francisco e Washington, o real oponente é a queda brusca de FPS e não os corredores... Graças àos céus, não são todos os stages que sofrem desse problema.

    Outro grande problema é a draw distance curtíssima. Os carros praticamente aparecem como passe de mágica na sua frente e é comum você bater em um carro e nem notar que havia um ali.

    Tirando esses problemas, o jogo é muito bom, inclusive pelos controles customizados, onde você pode aumentar ou diminuir a sensibilidade da direção (maior para analógicos frouxos e menor para jogar num analógico novo ou caso queira jogar usando os direcionais digitais. Se fizer o inverso, os controles ficarão assustadoramente sensíveis)

    Anyway, bom review, mas preferia que ele fosse mais completo. Você só falou bem do jogo e não entrou em mais detalhes sobre os prós e contras dele, isso pode frustrar um possível comprador achando que o jogo é perfeito em todos os sentidos.

  7. Anônimo escreveu:
    28 de janeiro de 2012 15:31
     

    Sinceramente,este jogo não merece ser tão elogiado assim como estava neste review.

    Isso porquê,primeiro de tudo,a IGN deu uma nota 4,0.E eu acho este jogo bem medíocre.

    Para começar,os objetos e o cenário de fundo pareçe algo tirado de um jogo de super nintendo,os carros apresentam detalhes pobres,e as pessoas do jogo também parecem horríveis.E não podemos esqueçer que as músicas ás vezes parecem estranhas para um jogo de corrida.

    E as físicas desse jogo tambem não são grande coisa,e muitas vezes você sofre com slowdowns em certas pistas.

    E então,a conclusão:o cara aí fez um review um pouco mal feito,e este jogo está longe de ser um bom.

    Se quiserem ver o review da IGN,coloco aí o link:

    http://ign64.ign.com/articles/150/150498p1.html

  8. Anônimo escreveu:
    2 de fevereiro de 2012 18:11
     

    Não, obrigado... IGN é uma bosta

  9. Suicune escreveu:
    11 de fevereiro de 2012 12:21
     

    Ora, são exatamente os absurdos do jogo q tornam ele legal!!! Se ele fosse super-realista seria só mais um dos inúmeros games de corrida do N64!!

    O Cruis'n USA foi um dos jogos q vieram com o meu N64 quando eu comprei ele e era o q eu mais jogava!!!! Achava ele hilário e adorava a ideia de fazer turismo pelos States com ele. Uma pena q não tenho + ele, mas ele está na minha lista de "jogos a comprar".

    Jah joguei os três games da série q sairam no N64, todos são bons, mas o USA é incomparável!!! Exagerando, eu diria q ele representa pro N64 o q Top Gear representou pro SNES!!!

  10. Anônimo escreveu:
    11 de fevereiro de 2012 17:06
     

    Oh well...

    Desculpa aí se eu tinha ofendido algum fã do jogo,mas depois de ver vários vídeos de gameplay do jogo (eu já tinha visto o vídeo que aparece no review),vi que aquele jogo realmente poderia ser bem melhor e eu prefiro jogos de corrida que o carro pode explodir e fazer stunts no ar como San Francisco Rush ou então que o jogo pareça mais realista como Word Driver Championship ou então jogos de corrida de naves como Wipeout 64.

  11. Rodolfo Vigarista escreveu:
    3 de setembro de 2012 19:51
     

    Cruis'n Usa é muito foda!!!!!!!!!
    Foi meu primeiro cartucho junto com diddy kong racing, o carro da policia com cirene ligada é o melhor!!!

  12. Leandro" Leon Belmont" Alves the devil summoner escreveu:
    6 de setembro de 2012 12:02
     

    grande game. jogo ele direto aqui todo domingo

  13. Douglas Madeira escreveu:
    15 de maio de 2016 20:07
     

    Que review mais Bosta. Era acostumado a jogar no arcade, quando vi esse troço no N64 quase dei um tiro . Mano , não existe mesmo receio em jogar essa versão, existe é indignaçao !

  14. Rubens Vilela escreveu:
    19 de maio de 2016 09:06
     

    Vc não gostar do jogo não faz a review uma bosta. O fato da review ser positiva demonstra a opinião do autor, e cada um tem a sua. Eu gostei do game. Confesso que zerei umas 3 vezes só e não joguei mais. Mas gostei, mesmo sendo uma versão um pouco inferior ao arcade e não tendo um fator replay tão grande.

Postar um comentário

© 2009-2016 N64 Brasil | Template: Yanku-template