quarta-feira, 15 de junho de 2011

O Cartucho Amaldiçoado

Posted by | junho 15, 2011

Olá pessoal, depois de muito tempo sem fazer uma postagem decente, vi que em alguns blogs existiam uma lenda que aqui no N64 brasil não podia faltar de jeito nenhum. Muitos já devem ter ouvido falar sobre "A Majora's Mask amaldiçoada". 


Vamos lá
Essa a história de um rapaz chamado Matt, ou Jadusable, como é conhecido na internet. Ele recentemente postou em algum lugar (Não sei dizer com certeza onde, pois o site em que achei a história trazia-a já toda reunída) que coisas estranhas vinham acontecendo desde que ele comprara um cartucho do jogo The Legend of Zelda: Majora's Mask de um velhinho esquisito.

A história, em resumo, é mais ou menos essa:

Matt mudou-se para um novo dormitório na universidade, onde começava seu segundo ano. Um amigo lhe dera um Nintendo 64 velho, que tinha nada além de um controle amarelo e uma fita velhíssima e acabada de um Super Smash Bros.
Enjoado de jogar o mesmo jogo, Matt decidiu ir à uma venda de garagem próxima afim de conseguir mais jogos e controles para o videogame. Lá ele conseguiu o que queria, e, quando estava saíndo, uma casa chamou sua atenção (N/A: Lembrando que, nos Estados Unidos, a vizinhança às vezes combina de fazer uma venda de garagem "conjunta", todas as casas pega, o que não precisam mais e põem à venda).
Tinha apenas uma mesa, que vendia pinturas estranhas, como aquelas de psicanalista. O dono daquela venda era um senhor muito velho, com dentes estragados. Tentado a ver se conseguia mais jogos, Matt perguntou ao velho se ele tinha alguma fita de videogame. Sem saber exatamente o que seria um videogame, o velho saiu dizendo que voltaria em um instante.
Enquanto esperava o senhor voltar, Matt voltou a estudar as pinturas. Eram estranhas, e pareciam entrar em sua mente. Ele achou curioso que um dos desenhos lembrava demais a máscara de Majora, presente no jogo Majora's Mask. E, naquele momento, desejou que o velho conseguisse aquele jogo em especial.
Qual não foi sua surpresa ao ver que o velho voltava com uma fita de N64 nas mãos, cinza, sem nenhuma indentificação de qual jogo seria além da palavra "Majora" escrita com caneta permanente. Disse que podia ficar com o jogo de graça, e que pertencera a um garoto que não vivia mais ali na vizinhança mais.



Matt então agradeceu ao velho e saiu. Enquanto ia para o carro, ouviu o senhor dizer"Goodbye, then" (Até mais, então). Ou pelo menos foi o que ele pensar ouvir.
Mas percebeu que estava enganado quando, ao colocar o jogo no videogame, ele notou que já tinha um save file chamado BEN. "Goodbye Ben" era o que o velho queria dizer.

Ele decidiu manter o arquivo, como em homenagem ao garoto (Que ele provavelmente acredita que morreu), e começou a jogar.
O jogo ia bem, tirando o fato de que ninguém o chamava pelo nome que havia colocado no arquivo (Link, nome do protagonista do jogo oficialmente), mas sim, de Ben (N/A: Pra quem não sabe, os personagens inseridos no jogo te chamam pelo nome que você usou no arquivo). Ele ignorou, achando que era um bug. Mas depois de chegar em uma certa parte do jogo, Matt decidiu deletar o arquivo com o nome BEN e seguir com o seu. Achando que, por ser um cartucho muito velho, um arquivo interferia no outro.
Curiosamente, quando voltou ao seu jogo, ninguém mais o chamava de Link ou de Ben, no lugar do nome, surgia um espaço em branco.
De qualquer forma, Matt continuou a jogar. Ele queria fazer o truque de adcionar um dia a mais no jogo (Informações sobre o jogo mais abaixo) e ter mais tempo de fazer tudo.
Ele foi até a área para conseguir efetuar o "glitch" com sucesso.

Mas o que aconteceu foi algo estranho, ele parou em uma área estranha do jogo, com personagens que não deveriam estar ali. E antes que pudesse resetar o jogo, ele foi transferido para a área central do jogo...E o que aconteceu foi isso:


Nota: Ele gravava tudo antes de dar continuidade ao jogo.
A estátua que aparece não deveria aparecer nessa parte do jogo, muito menos seguindo-o.
"That won't do any good" - Isso não vai fazer bem.
"You've met with a terrible fate, haven't you?" - Você encontrou um destino terrível, não?

Depois disso, Matt desligou o jogo e, assustado, tentou dormir.
No outro dia, ele voltou à casa do velho, afim de saber mais sobre essa história do garoto Ben. Mas, quando chegou lá, viu que a casa estava à venda. Ele foi falar com um dos vizinhos, e este lhe explicou que o velho já estava para se mudar e conseguira, e que este senhor jamais fora casado, e não tinha contato com seus parentes. Ou seja, Ben não era seu neto, ou filho, ou qualquer parente. Matt então decidiu perguntar sobre a criança, e recebeu a resposta que esperava: Há alguns anos trás, no mesmo dia do seu aniversário, o menino de nome Ben sofrera um acidente e morrera.

Sem mais respostas, Matt voltou para sua casa e decidiu jogar mais um pouco do jogo misterioso. Para sua surpresa, além do arquivo chamado YOURTURN, o arquivo de nome BEN estava de volta, e parecia mais avançado que o anterior que fora apagado.
Ele então, decidiu jogar o arquivo BEN:


Nota: As pessoas congeladas na grama não deveriam estar ali.
"Dawn of a new day" - Amanhecer de um novo dia.

Mais uma vez, ao jogar no outro dia, Matt percebeu que o arquivo YOURTURN havia se transformado em DROWNED (Afogado). Então, uma luz passou por sua mente. Ben...Afogado... O nome do arquivo não era só por causa de seu destino na última jogada, mas também se referia ao garoto. Ben havia morrido afogado. E, de certo modo, isso estava ligado ao jogo.
Matt está incomodado, não consegue dormir, tem sonhos estranhos, e se sente observado mesmo quando o jogo está desligado. Sem muito o que fazer, ele decide jogar o arquivo novo:


Nota: Decerto é IMPOSSÍVEL no Majora's Mask ir parar no Ocarina of Time (Outro jogo da saga The Legend of Zelda para N64).
Eu não sei direito, mas parece que aquele cenário com a árvore não existe.
"You shouldn't have done that" - Você não devia ter feito isso.
"BEN is getting lonely" - BEN está se sentindo sozinho.
"You will be given one last chance" - Você terá uma segunda chance.
"Back to where it all begun" - De volta aonde tudo começou.
"Come play with us" - Venha brincar conosco.

Ele voltou a jogar um tempo depois. Mas quem posta agora é o colega de quarto dele. Disse que Matt (ou Jadusable, como ele chama) voltou para sua casa, e que parecia abatido e abalado com alguma coisa que não contou ao amigo. Ele só lhe deu um pendrive com a conta dele no Youtube e o último vídeo que ele gravou:


Notas: "Keep this picture?" - Guardar esta foto?
"Why is he smiling? The father?" - Por que ele está sorrindo? O pai?
"A vessel that holds wandering spirits rests here" - Um guardião que cuida de espíritos que ainda vagam descansa aqui.
"It'll be our little secret, okay?" - Este será o nosso segredinho, okay?
"You can't run" - Você não pode correr.
"Please...Help me..." - Por favor...Me ajude...

Matt retorna. Um pouco melhor, e decidido a enfrentar BEN (que ele agora acredita ser uma entidade presa dentro do jogo, o espírito do menino, que quer ser livre.) e volta a jogar.Sem maiores informações, ele upa um novo vídeo pela última vez:


Nota: "The counter resets" - O contador zera.
"I'm glad you did that" - Estou feliz por você ter feito isso.

Depois disso, é dito que Matt queimou o cartucho. Parece que acabou, mas o próprio diz que aquilo provavelmente jamais teria um final, e que esse "BEN" continuaria a atormentá-lo dentro e fora do cartucho.
A lenda acaba aqui.

---------------------------
se alguem tiver mais lendas me informem clicando nesse  link 


Valew pessoal!!!
até a proxima. 
Fui!


Compartilhar este artigo
Google ( 20 )

Comentários ( 20 )

  1. Yammi escreveu:
    15 de junho de 2011 16:38
     

    Na versão que eu li o Ben tinha invadido o computador do cara, incrível como os contos mudam quando são passados de uma pessoa pra outra.

  2. Andarilho escreveu:
    15 de junho de 2011 16:48
     

    E ai? Que mais? A história acaba aí? Fiquei curioso...

  3. Felipe escreveu:
    15 de junho de 2011 22:26
     

    q sinistro cara
    nunca tinha visto a historia completa

  4. Pedro @ Quero Jogar escreveu:
    16 de junho de 2011 10:40
     

    Que grande história nunca tinha ouvido falar.

    Gostei do blog vou passar por cá mais vezes :)

    Abraço

  5. Andarilho escreveu:
    16 de junho de 2011 11:43
     

    Agora vi o post inteiro... Realmente é uma história sinistra. Mas na minha opinião nada além de mais uma lenda envolvendo o universo Zelda. Digo isso com base em algumas observações:

    1- Majoras realmente é um jogo sombrio. As músicas são tensas e o enredo é obscuro, criando só por isso já uma forma de ser explorada com esse tema.

    2- COmo dito no texto, é impossível ir do Zelda Majoras pro Ocarina com um mesmo cartucho. Se são manifestações sobrenaturais num jogo, tudo bem, mas aparecer outro jogo (outra programação) já é um indício de que os vídeos são montagens.

    3- Outro indício fica por conta da gravação. Reparem que a tela é 100% ocupada no vídeo e não há ruídos na imagem, prova de que o vídeo foi gravado no COMPUTADOR e não a partir de uma TV.

    4- Sendo computador já cairia por terra a história da fita comprada em uma feira. Ele provavelmente usa Emulador e Game Shark para criar os efeitos bizarros da fita, como Link "entortado" ou andando agachado. Isso são truques de emulador.

    5- Por fim, há outros indícios mais cinematográficos que mostram uma edição, como efeitos de gritos repentinos para causar sustos, um velho truque barato de filmes de terror. Outra é que as músicas estão ao contrário, o que normalmente causa desconforto ao ouvir, mas tecnicamente é impossível que o jogo reproduza a trilha ao contrario. Uma coisa são bugs que criam defeitos, mas executar ao contrário é coisa de edição do vídeo.

    Essa é minha opinião. Uma bela e empolgante história, como a da Ariana, mas nada além disso. Um fã querendo entrar pra história.

    Abraços

    Andarilho

  6. eEUcomISSO [Tassio Bruno] escreveu:
    19 de junho de 2011 20:05
     

    primeiro quero parabenziar o rodrigo rodrigues, e dizer q espero outras historias de terror sobre n64. seg, q concordo com o andarilho em genero numero e grau. desconfiei logo pela musica do primeiro video.
    terceiro, parabens a esse, ou esses jovens q fizeram esses videos excelentes. muito bons msssmo. deviam trabalhar em alguma franquia de jogos, urgente!

    so pra ir embora, oq pegou nao foi nem o OoT, mas sim, a qualidade do video, visto q esta lenda é velha e ele joga no n64. mas como, parece o emulador?!rsrs

    abraços, long life to blog!
    ooootima materia!

  7. LLL escreveu:
    4 de julho de 2011 02:03
     

    Chegar atrasado é foda. Mas é isso aí, Andarilho. Puro edição, junto com talvez algum glitch, o gameshark pra fazer tudo isso.

    O que me pega mesmo é a criatividade e tempo dos caras pra gastar NISSO.... ¬¬

  8. Alexandre Grasselli escreveu:
    17 de julho de 2011 18:13
     
    Este comentário foi removido pelo autor.
  9. Alexandre Grasselli escreveu:
    20 de julho de 2011 14:47
     
    Este comentário foi removido pelo autor.
  10. weslley txio escreveu:
    14 de setembro de 2011 02:22
     

    puts olhem a hora que eu to vendo essa "merda*" minha mente fica criando barulhos ao meu redor que me da medo a todo o instante, quero saber como é que vou dormir agora. =D

  11. weslley txio escreveu:
    14 de setembro de 2011 02:41
     

    Pronto terminei de ver os videos e ler os comentarios, minha opniao geral é o seguinte, pela qualidade do video é uma montagem bem feita e tal só que é bom agente acreditar em alguma coisa acreditar que algo desse tipo possa acontecer e tudo a historia fica muito mais interessante, quando vou ver alguma coisa desse tipo ja limpo minha mente de pensar que possa ser falso ou nao só que, historia eu crio voce cria algumas são boas de se ler e outras nem tanto, interpreto cada uma como uma coisa diferente.

  12. italo melo escreveu:
    6 de outubro de 2011 11:46
     

    Ridiculo...
    Nao existe sobrenural! Se todos se preocupassem em ler a bíblia ao inves de dar ouvidos a essas baboseiras, o mundo nao tava tao insuportavel pra viver!
    DEUS REINA ETERNO!

  13. Anônimo escreveu:
    7 de outubro de 2011 12:48
     

    @italo melo, LOL
    Se todos fossem "ler a bíblia" e acreditar em tudo que existe nela, o mundo seria... sei lá, mas acho que não existiria vídeo-games e nem nada disso. Só para deixar claro, não estou iniciando nenhuma guerra, e respeito qualquer religião, desde que respeitem os costumes dos outros.

  14. Luiz escreveu:
    22 de novembro de 2011 02:50
     

    uma coisa, como saber se a fita é mesmo pirata? meu jogo indiana jones infernal machine ta cheio de bugs ou algo assim...

  15. José Marlon escreveu:
    23 de novembro de 2011 00:05
     

    Simples!
    A fita original é pesada enquanto a pirata é bem leve. Na parte dos conectores, tem um plastico preto na parte de dentro que protege para não entrar poeira, enquanto no pirata, é todo na cor cinza. Os parafusos são tipos umas estrelas, enquanto no pirata, é uns parafusos normais, ou nem parafusos teem. A fita pirata precisa de uma cartucho epecial que permite usar um jogo original para dar boot para funcionar a pirata.

    Bem, eu tenho esse jogo, e por incrivel que possa parecer, ele é assim mesmo! As vezes o jogo para do nada (coisa que não é comun em jogos do n64), e o personagem fica enganchado em algumas áreas, e a jogabilidade é meio lerda.

  16. Carlos escreveu:
    17 de dezembro de 2011 18:27
     

    comecei a ler e me pareceu interessante, mas parei porque quero jogar esse the legend of zelda e nao quero ver o video ou ler mais porque pode ter spoiler, alguem que leu pode dizer se tem spoiler ou nao? pq ver spoiler estraga a surpresa na hora de jogar
    vlw

  17. Asceta Visionário escreveu:
    3 de março de 2012 14:28
     

    Olá a todos.
    Já zerei o Majora's mask duas vezes e estou jogando novamente. Excelente jogo.
    Essa lenda é interessante ainda que barata. Mesmo que os vídeos fossem gravados numa tv com resolução de 100% a textura da imagem não seria essa, pois os emuladores possuem filtros que deixam a imagem como nos vídeos do mito, mas a imagem na tv perde qualidade por causa dos cabos o que deixa bem claro que esses vídeos são realmente de emuladores. Programadores podem modificar o quanto quiserem essas roms. Eu mesmo já joguei Ocarina of Time, por exemplo, no emulador e na tv e posso garantir que a diferença é notável.
    Existem vários vídeos no youtube de hacks do Super Mario 64 totalmente modificados ainda que usando os elementos do jogo. Super Mario the Missing Stars é um exemplo no qual você joga com Luigi em fases totalmente modificadas do Super Mario 64.
    O efeito de fogo fundido com o efeito de choque em Link (lá na lua) são apenas duas coisas presentes ao longo do jogo, apenas foram colocadas juntas. O West Clock Town também só foi invertido (espelhado), não é novidade no jogo.
    Uma coisa que predomina nos vídeos é o boneco de Link que o segue. Para quem não conhece Majora's Mask esse boneco é gerado por Link sem máscara quando tocada a melodia Elegy of Emptiness na montanha que conduz ao Stone Tower Temple (último de 4 templos). Ele serve para manter um switch pressionado para deixar um bloco de pedra flutuante no lugar desejado permitindo que Link atravesse de um lugar para o outro. Nos vídeos do mito o boneco só foi gerado sem a necessidade da música e em lugares diferentes (o que, insisto em dizer, não deve ser difícil para um programador de jogos).
    Abraços e até mais.

  18. lucas barbosa penedo escreveu:
    23 de março de 2012 21:32
     

    lol bem assustador em, eu fiquei com medo dessa estatua aparecer pra mim, mais ok a historia é verdadeira na minha opininhão ta certo, sinistra essa historia do ben

  19. Eduardo Henrique escreveu:
    11 de junho de 2012 17:29
     

    bem para falar a verdade e mais uma fita hackeada eu acho que o velho estava esperando algem para asustar
    e ele estava fingindo ser um veio que não sabe nada na verdade ele era um progamador com 70 anos que queria assustar então pegou a fita do jogo e boto no pc dele e comesou a editar sprites e concordo com o Andralho

  20. matheus rodrigues escreveu:
    8 de agosto de 2012 19:52
     

    puta merda queimar um cartucho é burrice trocasse ele por um outro com um amigo ou vendedor de games antigos por um mario 64 ou até mesmo o donkey kong 64 que ele iria até se sair melhor

Postar um comentário

© 2009-2016 N64 Brasil | Template: Yanku-template