quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Escolhas da Nintendo – Cartucho e Controller

Postado por | 13:17:00

Não é de se discutir que o N64 foi a jóia sem reconhecimento de sua época. Grande capacidade gráfica e recheado de inovações. Mas papos como, “Que controller estranho” e “Nossa!, Isso ainda usa fitas, isso é coisa do passado”, sempre estiveram à sua sombra, desde sua primeira aparição, até agora, enquanto você lê esta matéria, e continuarão por gerações e gerações.
Mas as decisões tomadas pela Nintendo, levando em consideração o momento e seus ideais e interesses, não poderiam ser diferentes.
A Nintendo não tinha experiência com CDs, por isso não poderia fazer um console baseado em discos. Chegou a aliar-se à Sony, para produzir um drive de CD para o Super Nintendo (O Nintendo PlayStation, sacaram de onde vem?), mas após vários desentendimentos entre as duas empresas a aliança foi desfeita e a Nintendo juntou-se à Phillips. E a Sony com o projeto em mãos, criou seu proprio console. E como a nova geração estava logo à frente, decidiram cotinuar com o cartucho.
Se você perceber, a Nintendo sempre se preocupou com o tempo de carregamento, outra escolha que também foi criticada, desta vez com o Gamecube, foi os Mini DVDs, que como os cartuchos, foram escolhidos para um carregamento mais rápido e para evitar a pirataria, e esse segundo item é que justamente mais incomodou os consumidores dos dois consoles (exceto a mim). Como disse Ken Lobb (o mesmo que usou a imagem do N64 em vão), na sua época de desenvolvedor do N64: “A Nintendo é dedicada à velocidade, isso só tem uma razão: games melhores. Você terá ambientes maiores e acesso instantâneo a grandes mundos 3D, e o mais inportante, você jamais verá ‘Now Loading… Please Wait’’”.
Essa fórmula foi audaciosa… Foi uma grande proposta, que só os Nintendisas de verdade souberam aproveitar. Coisa que nem a Nintendo, muito menos Third Parties e a maioria dos consumidores aproveitaram.
Na minha opinião, o único defeito que tinha o cartucho era sua capacidade de armazenamento, cerca de 64Mb, contra 700Mb do CD. Isso fazia com que os desenvolvedores tivessem de comprimir muito os dados, que se refletia principalmente no audio (pegue Mortal Kombat Trilogy como exemplo). Também era dito que com eles o N64 não poderia reproduzir videos, o que era moda na época, o que foi provado ser MITO com o lançamento de Resident Evil 2 (Rodrigo poderia falar mais disso), além de com este mesmo jogo conseguiram juntar o contúdo de dois CDs em um cartucho (Esses mitos fizeram o N64 perder uma continuação de Fnal Fantasy e muitos outros titulos para o PlaySation).
Então temos provas que o cartucho não é uma mídia tão limitada assim. Pessoalmente prefiro cartuchos a qualquer outro tipo de mídia para Games. Além de todas as vantagens acima citadas, são mais duradouros. Com os discos há a possibilidade de arranhar, sujar, e estragar muito mais facilmente com o tempo, e um único arranão pode te fadar a nunca mais passar de uma parte do jogo, perder músicas, ou simplesmente perder o game. Com o cartucho isso jamais acontece, para estragar um tem que tratá-lo muito mal, e mesmo assim não estraga a prestações, quando for, vai uma vez. Essa escolha, para muitos, foi a condenação do Nintendo 64, pode até ser, mas para mim não poderia ter sido melhor.
(Cartuchos multilados que ainda funcionam. Detalhes SM64 aqui, e Hybrid Heaven aqui)

Vamos ao Controller.
Já vi tops com os piores, ou mais estranhos controllers já feitos, com o do N64 no meio… Para mim são todas pessoas sem cultura que jamais tocaram em um Nintendo 64. Esse controller foi um dos mais inovadores de todos os tempos, ao Lado do Wii Remote e do controller do NES. Muito confortável (pelo menos para o tamanho das minhas mãos, mais até que o Dualshock), Introduziu a alavanca analógica, o controle de camera (com os C-Buttons), conceito de gatilho, e foi o primeiro a produzir vibrações (com o Rumble Pak).

Muitos podem questionar algmas dessas inovações, como o analógico… dizer que outros consoles antigos já tinham essas possibilidades. Mas foi o N64 que democratizou os conceitos, mostrou que é bom e funciona… coisas que a concorrencia tratou logo de copiar. Na minha opinião, o melhor controller já feito, digo isso, por que ele proporciona controle máximo sobre qualquer tipo de jogo (ainda mais pela maneira única que seguro o controller, acesso a todos os botões e sem precisar tirar a mão para trocar entre D-Pad e Analog Stick), ótimo para tiro em primeira pessoa, aventura, corrida, etc, etc.
Os outros podem ser bons, mas o do nosso N64 para mim é o melhor. Ele pode ser esquisito à primeira vista, mas tem seu charme e valor… Fazendo-o ÚNICO.


Compartilhar este artigo
Google ( 20 )

Comentários ( 20 )

  1. Suicune escreveu:
    24 de fevereiro de 2011 14:11
     

    Isso dos cartuchos do N64 sempre rende boas discussões... Sim, eu tbm adoro os cartuchos do N64 mas sempre fico pensando como poderia ter sido a história do N64 se ele utilizasse cartuchos, penso tbm como seriam os jogos!!! Será q os jogos do N64DD teriam sido cancelados??? E os Zeldas, será q teriam belas cenas de CG??? São em horas como esse q gostaria de ter uma daquelas máquinas "E se..." (Futurama fan detected)

    Já vi mesmo o controle do N64 num Top Piores Controles e fiquei realmente surpreso!!! O controle do N64 é ótimo kra!!! O único ponto negativo é a fragilidade do analógico mas o conjunto da obra é excelente!!! Inclusive eu gosto muito da localização do botão Z no controle do N64, no GC a Nintendo moveu ele e ficou horrível!!! Praticamnete inútil!!!

  2. Anônimo escreveu:
    24 de fevereiro de 2011 14:54
     

    Tenho 33 anos e também sou fã da Nintendo e do N64. Jogo videogames desde meados dos anos 80, acompanhei de perto o que muitos chamam de a "era de ouro" dos games e por mais que surjam consoles ultra potentes com gráficos impecáveis, nunca terá a magia que tinha naquela época, época que a Nintendo dominava o mercado. Sobre o N64, é engraçado muitos dizerem que foi um fracasso. Como um "fracasso" pode possuir o jogo que é considerado o melhor de todos os tempos, o inigualável Zelda OOT? Além de Super Mario 64, que revolucionou a maneira de se jogar games. Sem contar as obras primas da RARE. E o controle na minha opinião, é o melhor e mais confortável já feito, sem comparação. O único defeito é realmente a durabilidade do analógico. Mas enfim, acho que a Nintendo soube explorar bem o tipo de mídia usado, porém quando se descobriu que era realmente possível colocar vídeos e mais tempo de áudio no pequeno cartucho já era tarde, pois a nova geração de games ja tinha chegado. O que é uma pena, pois acho que o N64 ainda tinha muito a oferecer.

  3. Weire escreveu:
    24 de fevereiro de 2011 15:39
     

    É , realmente como disseram , o único problema do controle do N64 é o analógico que fica mole...

    Tirando isso, é preconceito msm ! Tinha muitos amigos que nunca jogaram N64 e só PS1 e acharam muito foda quando jogaram na primeira vez !

  4. Salci-Fufu escreveu:
    24 de fevereiro de 2011 15:49
     

    O problema com as fitas de N64 é o tamanho da memoria, e o problema do controle e a alavanca que fica mole depois de um tempo, mais fora isso eu considero o N64 um console perfeito.

  5. Willi JRCW escreveu:
    24 de fevereiro de 2011 15:53
     

    Eu concordo com o Rubens, prefiro mil vezes cartuchos do que DVDs e CDs, justamente por isso, serem mais duradouros. "AH MAIS CARTUCHOS NÃO TEM ESPAÇO QUE NEM CD, MIMIMI". Me poupe, se fizeram um cartucho com 64MB de memória, poderiam fazer cartuchos com mais que isso e dar nos dedos dessa gente.

    A única desvantagem dessas saudosas caixinhas de plástico é que não podemos baixar os jogos que queremos no PC, gravar e rodam em nossos consoles. Isso é o problema. Mas ainda continuo preferindo os cartuchos.

  6. Ric Ed Hunter escreveu:
    24 de fevereiro de 2011 18:21
     

    Vale lembrar que alguns jogos do Nintendo DS, que usa cartuchos como mídia, como por exemplo o Resident Evil DS, possui 128 MB ou 1 Gigabit de memória. Fora os cartoes de memória usados hoje em dia que possuem muitos gigas, apesar de que eu não sei se podem ser comparados...Acho que não souberam explorar bem a capacidade dos cartuchos.

  7. Anônimo escreveu:
    24 de fevereiro de 2011 23:06
     

    Tenho 28 anos e ganhei meu N64 em 1997, tive Atari, Game boy e Snes antes do N64. Comprava várias revistas de games na época (ação games, superGamePower...tenho até hoje). Minha conclusão sobre esse asunto dos cartuchos é que a Nintendo escolheu esse tipo de mídia(cartuchos)pq na época a Nintendo era líder de mercado e achava q iria continuar assim, pq várias q tentaram entrar no mercardo (3do, SNK, e outras)falharam (Nintendo era tipo monopólio). Então ela adotou os cartucho achando q todas as softhouses iriam acolher a idéia e continuariam a servir fielmente o modelo de negócios da Big N. Só q a Sony foi mais "bonzinha" com as softs e deu no q deu...
    Cartuchos são bons, mais não eram o melhor modelo de NEGÓCIO da época($$$). A Nintendo podava muitos as softs na época, já a Sony deixava a coisa mais frouxa: liberdade pra lançar qts jogos quiser por ano, Custo da fabricação do CD mais barato, sem royalties absurdos pra pagar para a dona do console, etc. Nintendo 64 foi prejudicado mais pelo modelo de negócios$$$ da Big N doq pelo fato de usar cartuchos...A SONY FACILITOU $$$ PARA AS SOFTS, JA A NINTENDO QUERIA MANTER O MODELO ANTIGO DE NEGÓCIOS... a Sony quebrou o paradiguima...

  8. Anônimo escreveu:
    25 de fevereiro de 2011 12:53
     

    E se naquele tempo fizessem uma fita que juntava 2 em uma? então o espaço seria de 128 mb para os jogos!, e acho que uma boa sugestão para a nintendo seria não utilizar mídia nenhuma, e sim baixar pela internet (que seria gratuita) diretamente os jogos para ficariam guardados no hd de um "wii 2" (um hd grande quem sabe 1tb de espaço para caber os jogos), e se o espaço da memória acaba-se seria possível guardar jogos em um hd externo (comprado separadamente), se os jogos fossem baixados, então os custos do cd e da gravação não existiriam e os jogos que fossem comprados pela internet seriam bem mais baratos (cerca de 20 a 30 R$), então não teria pirataria, o preço dos jogos seriam bem mais acessíveis para pessoas com renda baixa, e todo mundo sairia ganhando!

  9. Suicune escreveu:
    25 de fevereiro de 2011 16:59
     

    64MB era só 10% da capacidade de um CD de PSOne!!!

    Sem falar q esses cartuchos de 64 MB eram bem + caros q os cartuchos comuns!!! Claro q a Nintendo poderia investir na pesquisa e produção de cartuchos melhores e com maior capacidade (como ela fez na era SNES), mas a base instalada do console não justificava o gasto, pois poderia ser um investimento sem retorno. No SNES ela fez milagres, conseguiu produzir um cartucho com 6 MB (6 MB pra um jogo de cartucho da era 16 bits é muita coisa), imagine o q ela não teria conseguido se tivesse tido o mesmo empenho na era N64!!!

  10. Thonay escreveu:
    25 de fevereiro de 2011 18:56
     

    eu sei que é vergonhoso falar isso num blug de 64 ;) mas desde o lançamento do 64 até meados de 1999 eu achava que os games de nintendo 64 era em cd, só fui descobrir que era cartucho quando achei um site com roms
    uhauhauhauhauh

  11. Rodrigo Rodrigues" escreveu:
    27 de fevereiro de 2011 11:55
     

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    pow nem quando vc era criança vc num tinha um super ness???

  12. LLL escreveu:
    27 de fevereiro de 2011 18:48
     

    Concordo com tudo isso ae, que controle ruim o que, pra mim é o segundo melhor. Só prefiro o de Wii, atualmente, por ser separado e agora termos os movimentos; mas pra jogos parados ou pra toda era pré-sem-fio, é o melhor controle.
    E os cartuchos também, depois testo de por a minha "fita-cobaia" no forno..... congelar ela já deu certo, desmontar também.... UAHSUAHSUSAHUSAHUSAHUSA

  13. Thonay escreveu:
    28 de fevereiro de 2011 18:03
     

    hehehe o snes eu não tive na época era viciado em sonic e conprei um mega drive ;)

    o probelam do n64 é que na minha escola todo mundo falava que ele rodava dvd e quando via um em lojas nunca estava ligado com o cartucho, putz ;)

  14. Willder escreveu:
    7 de março de 2011 00:01
     

    Quando me falam que o N64 é ruim sempre me vem a mente as possibilidades que os jogos teriam se utilizassem CDs, em relação aos outros consoles da época. Não sei, mais com o poder de processamento gráfico que ele tinha valeria a pena sacrificar alguns segundos com o "loagin" para poder desfrutar de gráficos melhores e jogos bem maiores. Imaginem um Super Mario 64 maior, você não teria de ir pegar 7 moedas em cada faze, não é? E o Ocarina of Time, com cenas, gráficos e vozes para os personagens?

    E o Conker's Bad fur Day... Não esse deixa pra lá kkk'

  15. Sr Castor escreveu:
    22 de março de 2011 09:22
     

    Muitos babaovos do Play, na época do N64, diziam que era brega usar cartuchos.

    Pois bem, mais de 10 anos depois qual é a tendência no armazenamento dos jogos?

    PEN-DRIVE, HD... Ou seja, CARTUCHOS!!!

    Os CD's arranham e quebram facilmente, emboloram, mofam, vc precisa de capa, etc...

    Outra coisa, aquele tela ridícula e irritante NOW LOADING, é um atestado de incompetência!


    Me lembro muito bem de que outra coisa que eu sempre discutia era sobre a quantidade X qualidade dos jogos.

    Sempre tinha uns !@@##$% que diziam: -No Play tem muito mais jogos!

    Fato, realmente possuía, mas o problema é a qualidade do produto! Haviam jogos imbecilmente ridículos, mal desenvolvidos e que subutilizavam o videogame!

    O N64 tinha poucos jogos, mas a maioria eram fodalísticos! Enquanto anormais se divertiam jogando versões mais bem desenhadas e animadinhas de Pacman no PLAY.

  16. eEUcomISSO [Tassio Bruno] escreveu:
    3 de abril de 2011 19:06
     

    muito boa materia rubens.
    e bom, vc ja disse tudo.
    abraços!

  17. Elias Macgyver escreveu:
    18 de outubro de 2011 15:03
     

    Concordo plenamente contigo, o controle do N64 é o melhor já criado! Se tu for jogar só o 007 Goldeneye já vai ver o porque... Grande post! Parabéns!
    ps: sei que estou comentando bemm mais tarde de qdo foi feito o post, mas vlw um comentário este post!
    Abraço!

  18. 240*320 escreveu:
    5 de maio de 2012 14:20
     

    Eu gosto muito do nintendo 64 porque naquele tempo a sega e a sony erão tudo de cd rom menos a nintendo e toda vez que eu conprava a ranhava au pasa um mes mas os cartujos sempre duravão poriso que eu jogosto da nintendo 64 a e outra coisa a inpresa da nintendo são um genios como eles faiz um jogo de 600 mp fica so por 15 mp são um genios ja pensou se a nintendo inventase um console de cartujo iase um barato hehe

  19. Deyvid Pinzon escreveu:
    25 de junho de 2012 23:16
     
    Este comentário foi removido pelo autor.
  20. Anônimo escreveu:
    29 de julho de 2012 18:28
     

    cara, tu é fanatico! dizer q é preferivel um cartucho a um cd. a propria nintendo aderiu aos cds.e a poderosa SONY conseguiu com a metade da capacidade de processamento calar o poderoso ULTRA 64 bits. Nao posso negar q o 007 golden eye e a Zelda ocarina of time sao duas obras primas, mas fala serio. SONY É SONY RSRSRS

Postar um comentário

© 2009-2016 N64 Brasil | Template: Yanku-template