quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Review: Castlevania (64)

Posted by | novembro 18, 2010


Não conheço todos os jogos da série Castlevania. Já joguei os clássicos do NES e do SNES (nunca terminei nenhum porque odeio emuladores e não tenho o cartucho nas minhas mãos... ainda) e também já vi um do Playstation (que dizem ser um dos melhores). Ou seja, sempre gostei dos jogos mas não tenho aquela nostalgia sobre eles, tentando ligar as coisas, montar ordem cronológica... nada disso. Decidi comprar esse jogo porque se trata de uma grande franquia e pelo clima Dark e misterioso envolvido. E não me desapontei. Grande jogo, mas é hilário dizer isso, já que seu maior ponto fraco é justamente esse: Ele é curto (muito curto).


Vamos Primeiro falar de seus prós.

Gráficos e Jogabilidade

Para os padrões do N64 são bons. Uma coisa que gostei muito é que o tempo passa, amanhece e anoitece, e isso faz a diferença. Usam isso em algumas portas que só se abrem de dia e outras à noite e alguns eventos só acontecem entre determinados horários, como é o caso de uma plataforma que só se levanta exatamente à Meia Noite.
Houve a preocupação de, em lugares fechados, se colocar o meio externo além da janela: Nuvens, vento, árvores... assim dá pra sentir o tempo, mesmo dentro do castelo, por exemplo.
As animações dos personagens são muito boas. As apresentações, como a do Drácula por exemplo, são de tirar o fôlego.
São dois personagens selecionáveis: Reinhardt (que usa o tradicional chicote) e Carrie (que usa magia) e 10 fases totais.

Som e Música
Simplesmente Incrível, enlouquecedor (não consegui achar palavras apropriadas em português... o que quis dizer é que é: AWESOME).
Logo no começo, você está em uma floresta, e está chovendo, anda alguns metros até onde estão duas árvores, quando repentemente cai um raio bem na sua cara e derruba uma, depois a outra árvore. O som da chuva, dos raios, do vento... nunca vi nada tão real em um jogo, ainda mais em cartucho. A música é criticada por isso, pois só é tocada em lugares fechados ou quando se enfrenta algum chefe. Acho que não fizeram escolha melhor, dá uma atmosfera diferente ao jogo, um efeito sombrio que é muito bom de aproveitar.
As músicas são ótimas, cada lugar tem uma música perfeita para si, só repetem em alguns chefes, mas isso não faz diferença.

Bom, falei dos prós, então quer dizer que tenho de falar dos contras também. Mas à essa altura já não fazem tanta diferença.
Os pontos ruins desse jogo são como eu já disse a duração (terminei em 3 dias, mesmo dando pau no meu controller pak no segundo dia e tendo de começar tudo de novo... frustrante :/ ): São só dez fases que não são tão difíceis assim de se passar e o controle. Mas é só se acostumar que tudo dá certo, com o tempo você para de pular para trás sem querer. A câmera também atrapalha um pouco, nada horroroso, nem que seja difícil de manusear.

cv64-1 
É isso galera, eu sei que já tinha uma review desse jogo, mas queria mostrar meu ponto de vista desta grande obra. Por mais que muitos não gostem, eu soube aproveitá-lo bem.
Agora pretendo jogar sua sequencia: Legacy of Darkness. Sei que repetem algumas fases, mas ouvi da boca de um aí que é o melhor jogo 3D da franquia. Se alguém puder confirmar isso...
Paro por aqui hoje. Espero que tenham gostado.


Compartilhar este artigo
Google ( 4 )

Comentários ( 4 )

  1. Lukas the Gamer escreveu:
    18 de novembro de 2010 13:26
     

    Tem um outro jogo, de Game Cube, que o nome também tem (de subtítulo) Legacy of Darkness... dexa eu ver... Ah, não, é Dark Legacy. Gauntlet: Dark Legacy (que na verdade seria como dizer "Liga Negra" e "Liga da Escuridão", não muda muito....)

    Nunca joguei, mas realmente dizem ser um ótimo jogo. Na parte de música, lembrei que nos jogos de Zelda, não tem música nos cemitérios, da mesmo um ar mais assustador ao lugar. =D

  2. José Marlon escreveu:
    19 de novembro de 2010 11:21
     

    Já tive esse jogo, eu troquei ele por Pokémon Stadium e até hoje...

    Nunca mas ví esse jogo pra vender aqui, mas se eu ver esse jogo novamente, eu...

    Pois é, esse é mais um ótimo jogo que não recebeu atenção merecida!

  3. Jorge Rafael escreveu:
    24 de novembro de 2010 15:13
     

    É muito legal esse jogo,fora a trilha sonora que é arrasadora

  4. Assis Zang escreveu:
    15 de janeiro de 2016 23:20
     

    Conheço muito sobre Castlevania e estou montando um blog que vai reunir toda a informação sobre a franquia disponível na internet esse do 64 é um grande título apesar de não ser muito bem recebido pelos fãns eu acho que tem muitos pontos incomuns com os demais títulos, ah e o Castlevania do PS1 que vc falou é o "Sinphony of the Night" que para mim é o melhor ja lançado ultrapasse os 200 % do mapa.

© 2009-2016 N64 Brasil | Template: Yanku-template