sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Review: Resident Evil 2 (Por Rubens)

Postado por | 22:21:00


Bem, na capa está escrito, Only For  , mas todos sabem que não é bem assim; RE2 foi lançado originalmente para Playstation, posteriormente para N64 e Gamecube, e em todos garantiu sucesso de vendas.
Resident Evil 2 é um Survial Horror que marcou época, e por muitos é considerado o melhor da série.
Esse titulo ser lançado para o N64 foi mais que uma honra, foi uma quebra de tabus; Pois os cartuchos eram muito criticados, por ter espaço de armazenamento limitado (bem menor que de um CD) e diziam que por causa deles o N64 não podia reproduzir videos (recurso este que os concorrentes abusavam em usar, isso tornava o jogo mais "chic", e vendia mais). Daí aparece uma tal de Angel Studios, que acho que muitos de vocês nunca ouviu falar, e conseguiu enfiar dentro de um cartucho não apenas vídeos, mas o conteúdo de dois Cds inteiros. Revolução? Não; Nunca mais houve um caso como esse no N64.


Como dito anteriormente, o cartucho possui o conteúdo de 2 CDs, então é possível se jogar os Scenarios de Leon e Claire normalmente, basta escolher com quem deseja jogar primeiro. Os gráficos são melhorados (visto que o PS1 tem só 32 Bits, Coitadinho), as texturas são mais definidas e você se possuir um Expansion Pak pode jogar em alta resolução (não recomendo muito, pois há momentos em que nos diálogos os movimentos não ficam completamente sincronizados com a fala, e trava um pouco tb). Pode se escolher o nível de violência (baixa, média e alta), por exemplo: Usando violência baixa, mesmo com uma Shotgun/calibre 12 equipada, atirando contra um zumbi, ele não sofrerá danos, apenas cairá no chão; Usando violência alta, voarão seus pedaços pelo ambiente, dependendo do ângulo do tiro poderá separar as pernas do resto do corpo, entre outras atrocidades. Também tente explodir a cabeça do zumbi com uma Magnum, hilário.
O jogo também tem suporte ao Rumble Pak, e não precisa de Controller Pak para salvar o jogo.
Outra característica é escolher a cor do sangue entre verde, vermelho e azul; O que é bem inutil... Não são ETs nem nada.



No menu, pode-se escolher um modo Randomizer (aleatório), em que todos os itens estão em locais diferentes, isso é bom, pois deixa o jogo mais interessante quando se joga novamente.
Também existem os Ex. files (arquivos extras) espalhados por todo o jogo; Entre eles estão uma Carta de Barry Burton (RE1) para Robert Kendo, da loja de armas; Uma denúncia e uma carta de Jill Valentine (RE3) (que são as palavras que ela diz no inicio de RE3); entre outros, vale a pena conferir.
O jogo ainda possui os Bonus Hunk e Tofu, que são liberados, o primeiro, quando se zera com ranking A, e o segundo por meio de códigos. Apenas o modo Extreme Battle ficou de fora.

O áudio é idêntico às outras versões, ótimo; O som dos diálogos tem qualidade de CD (na minha opinião). A Trilha sonora é simplesmente hipnotizante. Nota 10 para o audio. Aliás... para tudo.

Sobre a história, deixo claro que nunca toco no assunto, apenas digo se é boa ou ruim, pois se fosse eu ficaria PUTO com o carinha que disse, pois grande parte da graça do jogo é descobrir o que virá em seguida. E sobre esse posso adiantar que é ótima e não deixa nada a desejar. É simplesmente um dos meu jogos preferidos. Todos os quesitos tem média altíssima. descubra você mesmo ( por mais que eu ache que 99% das pessoas que lerem isso já jogaram RE2 em um console pelo menos), pena que foi o unico jogo da série no N64 =(.

Pois bem, para finalizar, deixo este vídeo como conclusão. Espero que tenham gostado e não deixem de jogar RE2 no N64. É burrice.


Compartilhar este artigo
Google ( 10 )

Comentários ( 10 )

  1. Gustavo escreveu:
    7 de agosto de 2010 08:46
     

    ótimo jogo, ja joguei no ps1 e ja zerei umas 35 vezes, agora eu to louco pra comprar a versão do n64.

  2. Alan Borges escreveu:
    7 de agosto de 2010 11:42
     

    grande clássico!
    só zerei uma vez no N64 com a Claire :\

  3. Marcos escreveu:
    8 de agosto de 2010 04:16
     

    já zerei
    no ps1, é claro! :P
    jogaço, muito bom mesmo
    logo logo espero comprar um o/

  4. mateus XDX escreveu:
    6 de janeiro de 2011 12:15
     

    o jogo que medava masi medo gando criansa

  5. ShadowVp escreveu:
    18 de janeiro de 2011 05:52
     

    E Diziam que nao ia dar certo, 2cds num cartucho, se a Nintendo For mais esperta futuramente vai deixar essas midias de lado, e usar apenas cartuchos como esta fazendo com o nintendo DS

  6. Anônimo escreveu:
    17 de agosto de 2011 11:03
     

    Fico surpreso por saber o quão trabalhoso deve ter sido recriar o RE2 no N64. Esse é um exemplo que deveria ser seguido por todos os jogos, utilizando um poder significante do video-game para compensar no resultado. Os desenvolvedores estão de parabéns.

  7. Guilherme escreveu:
    25 de dezembro de 2012 04:12
     

    RE2 é foda demais!
    Já zerei num PSone, no meu N64 e no Dreamcast também.
    Sou fã dos REs clássicos.
    Tenho o RE2 no meu N64, RE3 e RE Code Veronica no Dreamcast e estou em busca do 1° RE para o Sega Saturn.

  8. zeniosporte@hotmail.com escreveu:
    16 de julho de 2013 16:20
     

    turbinei meu N64, com um cartucho RE2 pois este jogo é chouuuuuuuuu e minha nota é 1000 ,pois os 2 cds que rodan no play station não chegam nem aos pés de um unico cartucho.
    cartucho tem a vantagem não arranha ,é o jogo não trava.

  9. Luiz Fernando escreveu:
    2 de maio de 2017 02:36
     

    Um verdadeiro milagre da tecnologia, até mesmo para os dias de hoje. Reduzir o tamanho do jogo a uma mízera fração(~mais de 1GB dentro de 64MB) e ainda adicionar elementos novos, tornando ele interessante até pra quem já tinha visto o original. O primeiro que vi quando criança, com o melhor enredo e fator replay, excelente em todos aspectos. NO FIM DAS CONTAS O MELHOR RESIDENT EVIL DE SEMPRE.

  10. Rubens Vilela escreveu:
    5 de maio de 2017 09:42
     

    Concordo plenamente. RE 2 é um dos melhores da série, nunca fica velho, e a versão de N64 é a melhor na minha opinião, mesmo com os vídeos com menos qualidade. E é como vc disse, é um milagre da tecnologia terem conseguido fazer isso tudo caber um um cartucho de 64MB.

Postar um comentário

© 2009-2016 N64 Brasil | Template: Yanku-template