terça-feira, 9 de março de 2010

Doctor V64

Posted by | março 09, 2010

Bem... No post sobre o CD64, eu prometi fazer uma matéria sobre o Doctor V64, e cá estamos! Vamos falar sobre esse outro aparelho mirabolante para o Nintendo 64:

O Doctor V64 (também conhecido simplesmente como V64) é um outro dispositivo de backups de jogos lançado para o Nintendo 64 pela Bung Enterprises Ltd. O aparelho ficou famoso devido ao caso judicial envolvendo a Bung e a Nintendo, no qual falaremos mais adiante. Lançado em 1996, seu preço inicial era de $3500.

O trambolho aparelho possui um drive de CD-ROM que instalado, fica de baixo do N64. O aparelho também usa a entrada EXTension do 64DD para se conectar ao N64. É importante destacar que a entrada para cartuchos e a entrada EXTension possuem as mesmas conexões elétricas. Dessa forma, o Nintendo 64 é capaz de ler os dados do V64 a mesma forma como seria possível usar a entrada normal de cartuchos (eu nunca tentei colocar cartuchos na EXT, mas não pretendo fazer essa "experiência") .

O Doctor V64 pode ser usado para ler os dados de um cartucho de jogo e transferir os dados para um PC através de uma porta paralela. Isto permitiu aos desenvolvedores e programadores carregarem imagens de seu jogo para o V64 sem precisar criar um backup em CD de cada vez. Ele também permitiu aos usuários fazerem upload de imagens de jogos retirados da Internet. Outro grande diferencial do aparelho é que ele é capaz de rodar CDs de vídeo (VCD) e CDs de áudio, além de ser compatível com efeitos 3D de áudio. Mas nem tudo foram rosas na história do aparelho....

A Nintendo entra na justiça...

A Bung é uma empresa chinesa que ficou famosa por desenvolver dispositivos de backup de jogos para o SNES e para o Nintendo 64. A empresa emergiu no começo dos anos 90. E o Doctor V64 foi o primeiro dispositivo de backup feito para o Nintendo 64. Causando atrito com a Nintendo:

Os primeiros modelos do Doctor V64 eram conectados na parte inferior do console. Entretanto, para driblar a utilização do V64 e, conseqüentemente, a pirataria, a Nintendo começou a fabricar modelos de Nintendo 64 com a conexão EXT mais estreita, impedindo a entrada do V64. Com isso, a Bung fez novos modelos do V64 que eram conectados na entrada normal de cartuchos. E deu no que deu...

A Nintendo sabia que o custo dos cartuchos eram muito altos, e não queria arruinar as vendas do videogame: Em 1997, a Nintendo processou a Bung por vender o Game Doctor ( Backup de SNES) e o Doctor V64. Assim como Cds de softwares pitatas contendo jogos da Nitendo. Em junho daquele ano a Nitendo entrou com a ação na justiça contra a Games City. Resultado: Em 25 de outubro de 1997 Games City teve que pagar o equivalente a $100,000 e parar de vender quaisquer componentes que tivessem softwares ou jogos da Nintendo, violando seus direitos.

Bom, é como diria meu amigo Lukas: " O aparelho é ilegal, mas é bem legal". É uma pena que este aparelho tenha uma históroia tão curta e conturbada...


Compartilhar este artigo
Google ( 5 )

Comentários ( 5 )

  1. Link - Lukas - Lucario escreveu:
    10 de março de 2010 19:27
     

    Usando minha frase... vo processar você...
    Tem $100,000 ai pra me pagar? Ah, e não vai mais poder usar minha frase, violando meus direitos autorais.

    XDD

    Encaixou a frase direitinho ali.... Aparelho doido esse; mais um trambolho pra upar os jogos de 64. TODOS tem inveja dele; 64 é mil maravilhas! E não digo isso só por tem um (ok, em parte sim). YEAH!

  2. Willi J. R. C. W. escreveu:
    11 de março de 2010 09:51
     

    Não é esse que eles usam para fazer as ROMs com exstensão .v64?

  3. Alan Borges escreveu:
    11 de março de 2010 12:18
     

    é esse mesmo, willi

    outros que possuem a extensão .z64 foram dumpados pelo Z64

  4. Anônimo escreveu:
    13 de maio de 2011 18:48
     

    Parabéns pelo post.

    Vale lembrar também que nem todas as empresas tinham acesso aos consoles de desenvolvimento (dev units) oficiais da Nintendo, pelo custo e processo complicado. Muitas delas possuíam backup units para fazer o serviço, principalmente na parte de testes e debugging devido ao seu relativo baixo custo.

    Tenho um V64 que adquiri com um ex desenvolvedor da Midway (Mortal Kombat, Doom 64, entre outros).

  5. Anônimo escreveu:
    14 de novembro de 2011 15:37
     

    Acho possível criar um leitor de DVD no N64, e rodar Roms de qualquer extensão, mas o único problema é o chip alienígena que pede muito no N64...
    http://desciclopedia.ws/wiki/Ficheiro:Rcp.jpg

© 2009-2016 N64 Brasil | Template: Yanku-template